• Prev
Três Rios/RJ - O Instituto Teológico Edificar - Moldando Vocacionados, ...
Três Rios/RJ - A Igreja Assembleia de Deus - Ministério Resgatar, realizou, ...
Três Rios/RJ - A Igreja Assembleia de Deus Central - Ministério de ...
Vassouras/RJ - A Igreja Metodista em Andrade Costa, realizou, no dia 10 de Novembro ...
Rede Vipgospel - todas logos

Há vários anos tenho observado propagandas de algumas instituições religiosas iniciarem com a seguinte frase: “PARE DE SOFRER!” Muitas pessoas que se encontram em situação de sofrimento embarcam nesta promessa e firmam nisso a sua fé. Entram para a igreja em meio a uma terrível luta, e ao superarem aquele sofrimento ficam gratos ao Senhor. Porém, ao serem acometidas por outro sofrimento se perguntam: não era para eu parar de sofrer? Dai notam que foram vitimas de uma verdadeira propaganda enganosa.

Segundo estudos as doenças do século seriam as de origem psíquica, pelo mundo extremamente corrido em que vivemos. Vemos muitas pessoas sofrendo de depressão, síndrome do pânico e variadas doenças psicossomáticas. Fatores econômicos, excesso de trabalho, avanço da criminalidade e outros podem ser taxados como a causa do acometimento dessas doenças.

Nós cristãos não estamos imunes às pressões que o mundo atual exerce sobre as pessoas, afinal, também trabalhamos para sobreviver, enfrentamos o terrível transito das grandes metrópoles, corremos os riscos da violência urbana, e tudo o mais que qualquer indivíduo é submetido no dia a dia. Muitas vezes também chegamos cansados em casa, vindo tarde da noite do trabalho, e ainda temos problemas familiares para resolver. Mas como assim? Cristão com problemas? Sim. Estamos neste mundo, e ficamos sujeitos a tudo o que as outras pessoas passam no decorrer do seu dia. O anúncio de que indo para determinada instituição religiosa as pessoas não mais sofrerão é uma grande mentira, pois o sofrimento é inerente ao ser humano, seja ele quem for. Afinal, isso faz parte das conseqüências adquiridas na queda do homem no Éden. Além disso, o próprio Jesus nos orientou dizendo que no mundo teremos aflições, mas devemos manter o ânimo, pois Ele venceu o mundo (Jo 16:33).

A diferença entre o homem de Deus e o homem comum não é a ausência do sofrimento, mas sim, na esperança que aquele tem em Cristo. O ímpio passa momentos de sofrimento sozinho, sem esperança, não tem um alvo para alcançar; os servos do Senhor passam com a certeza de que Deus está do seu lado, e a presença Dele é fator decisivo para sentir o conforto no meio da tempestade. O apóstolo Paulo, em meio a grandes tribulações, escrevendo à igreja em Roma, vai demonstrar esta grande esperança: “Para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” (Rm. 8:18).

Eu já fui um esportista, treinava judô e jiu-jítsu, e participei de algumas competições. Já presenciei muitos colegas que se inscreveram para participar de importantes campeonatos viajarem quilômetros, após vários meses de uma rigorosa preparação, e ao chegarem no local da competição o outro atleta que iria disputar com ele a tão esperada medalha não comparecer.

A vitória era anunciada - a conhecida “vitória por W.O” - porém o semblante do atleta era de frustração, pois aquela vitória não tinha sabor, ele não teve a chance de colocar

em prática todo o treinamento que teve por meses ou até anos. Aquela vitória não lhe trouxe experiências para que pudesse usar em disputas futuras. A medalha que aquele atleta leva para casa tem o mesmo peso de uma comprada só para enfeitar sua sala, pois é uma medalha “vazia”, não tem o peso da experiência da luta.

A vitória por W.O, apesar de ser uma vitória, não empolgava o lutador, pois quando ele olhava para a medalha não tinha lembrança alguma de uma verdadeira vitória. Quando os amigos e parentes de sua cidade fossem lhe perguntar como foi a luta que lhe rendeu aquela medalha ele não iria ter uma história empolgante para contar, em seu corpo não existiam as marcas da luta. Para um atleta de verdade isso era desestimulante, pois ele sempre queria sentir o orgulho de contar detalhes do embate com seu adversário.

Na vida do cristão não pode ser diferente, não podemos nos contentar com falsas vitórias e medalhas vazias. O Senhor tem vitória para você, mas não uma vitória por W.O, você terá que lutar para receber a coroa que marcará a sua história. E lá na frente, quando alguém te perguntar: Como foi passar por aquela luta? Você terá uma história que poderá revolucionar a vida dela; terá experiências que darão forças a outras pessoas que estão sofrendo e precisam de uma verdadeira palavra de incentivo. Suas experiências serão ferramenta de Deus para a transformação de vidas que estão abatidas e querendo parar no meio do caminho.

Visitas no Site

0011773388
HojeHoje559
OntemOntem860
Esta SemanaEsta Semana2923
Este MêsEste Mês9661
Todos os diasTodos os dias11773388

Siga-nos no Facebook

Usuários Online

Temos 193 visitantes e Nenhum membro online