• Prev
Paraíba do Sul/RJ - O Conselho de Ministros Evangélicos da cidade ...
Levy Gasparian/RJ - A Igreja Assembleia de Deus Ministério Levy Gasparian, ...
Paraíba do Sul/RJ - Nos dias 29 e 30 de março de 2019, foi realizado ...
Paraíba do Sul/RJ - No dia 30 de março de 2019, a União ...
Rede Vipgospel - todas logos

O caso está a ser levado muito a sério, apesar de até agora nenhum dos especialistas consultados saber explicar que tipo de objeto caiu, este domingo, sobre o telhado de uma vivenda na localidade espanhola de Cogollos de Guadix, Granada.

O caso aparece relatado no jornal “Ideal”, apoiado nos relatos de vários moradores. Segundo os testemunhos, três luzes misteriosas surgiram no céu durante a madrugada, deslocando-se a grande velocidade, até desaparecerem em zonas diferentes da vila. Seriam três objetos luminosos, mas as atenções estão sobretudo voltadas para o que atingiu a vivienda desabitada, provocando um buraco com cerca de dois metros de diâmetro.

Em Guadix há quem fale de “uma espécie de chuva de meteoritos”, escreve o jornal, mas a verdade é que a natureza destes objetos não está clara. O presidente da câmara local pediu inclusivamente ajuda à Universidade de Granada para investigar o caso, ainda que, por enquanto, não tenha sido possível recuperar o objeto - os proprietários da casa não vivem na região e é necessário que autorizem o acesso à vivenda.

Ouvido pelo “ABC”, José María Madiedo, docente da Universidade de Huelva e membro da Rede Espanhola de Investigação sobre Asteróides e Meteoros, considera que não há indícios de se tratar de um impacto de rochas espaciais. “A queda de um meteoro gera uma bola de fogo que se vê a centenas de quilómetros e isso não parece ter acontecido”, explicou, assim como, se fosse esse o caso, seria normal ouvir-se um “estrondo”, algo parecido com um “tremor de terra”.

Sem outras pistas, Madiedo estranha o caráter meramente local deste fenómeno, pelo que admite poder tratar-se de algo bastante raro: a queda de um raio globular ou em bola.

E que fenómeno é este? Tem a natureza de uma descarga elétrica, que em vez de ser produzida na atmósfera e cair na Terra - como os raios normais - converte-se numa esfera que se move através do ar, a diferentes velocidades. “Se toca num objeto pode produzir sérios danos e há casos registados de ter entrado por janelas ou telhados, ainda que se trate de algo realmente muito pouco frequente”, sublinhou o investigador. Mas este é um fenómeno que tem dividido a própria comunidade científica, não existindo concordância sobre o que explica a sua origem. Há mesmo quem acredite tratar-se de um mito.

Com informações de Expresso

Visitas no Site

0011908624
HojeHoje1611
OntemOntem1438
Esta SemanaEsta Semana2977
Este MêsEste Mês33351
Todos os diasTodos os dias11908624

Siga-nos no Facebook

Usuários Online

Temos 293 visitantes e Nenhum membro online