• Prev
Itaipava/RJ - Aconteceu, nos dias 17 e 18 de Dezembro de 2018, no Centro de ...
Paracambi/RJ - Com a finalidade de capacitar Líderes para o trabalho no Reino de Deus, ...
Três Rios/RJ - A Igreja Assembleia de Deus de Cantagalo, realizou, nos dias 07 ...
Paraíba do Sul | Três Rios/RJ: No último domingo, 09 de dezembro de 2018, ...
Rede Vipgospel - todas logos

O pastor Kevin DeYoung, presidente do conselho da The Gospel Coalition, organização focada em teologia reformada, pede que a Igreja volte a ter foco em sua missão, preparando “soldados da fé”. Durante sua participação na Conferência da Gospel Coalition na Califórnia, ele abordou o texto de 2 Timóteo 2: 1–13, que compara a vida cristã com a disciplina militar.

Conforme lembra o pastor, as igrejas de hoje procuram se parecer mais com espaços de lazer. Ele chamou atenção para um texto que leu recentemente no site de uma igreja. Embora não a cite nominalmente, destacou que havia a promessa de “uma atmosfera casual”, com “pessoas amigáveis”, “música contemporânea”, “uma cafeteria para você pode relaxar”, wi-fi liberado e a oportunidade para o visitante “descobrir que é importante para Deus”.

Em contraste, DeYoung então leu o código de honra dos SEALs, tropa de elite da marinha dos EUA, que incluía ideias como “Servir com honra e integridade dentro e fora do campo de batalha”, “Esteja pronto para liderar, pronto para seguir, nunca desistir”, “assuma a responsabilidade por suas ações e as ações de seus companheiros de equipe”, e “treine para a guerra, lute para vencer, derrote os inimigos”.

O pastor comparou então a descrição feita por Paulo em sua carta a Timóteo, em especial nos versículos que dizem: “Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra. E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente” (2 Tm 2:3-5).

“Temos muito mais imagens bíblicas sobre a disciplina da fé do que, como fez esta igreja que citei, convidando as pessoas: ‘venha, tudo ficará bem’”, destacou DeYoung.

O teólogo chamou atenção para o “trabalho duro” que faz parte da vida cristã, apontando que durante o seu ministério, Jesus Cristo muitas vezes afastava as pessoas. “Vemos que tinha milhares de pessoas querendo torná-lo rei e ele dizia coisas como ‘não sou esse tipo de rei’, ‘Deixe que os mortos enterrem seus mortos’, ‘você não pode me seguir, a menos que negue a si mesmo’”.

Portanto, aponta o pastor DeYoung, as igrejas, de muitas maneiras deveriam ser mais parecidas com centros de treinamento militar do que centros de lazer.

Apesar das dificuldades para alguém alcançar o padrão esperado pelo Senhor, sua graça continua sendo o que nos mantém, lembra o pastor, encerrando com uma reflexão sobre o versículo 13: “Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo”.

Fonte: Gospel Prime

Visitas no Site

0011824462
HojeHoje326
OntemOntem861
Esta SemanaEsta Semana5997
Este MêsEste Mês15613
Todos os diasTodos os dias11824462

Siga-nos no Facebook

Usuários Online

Temos 238 visitantes e Nenhum membro online

Mais lidas

Estima-se que uma em ...
Os trabalhos para o ...
O governo da China ...
Nesta quinta-feira ...
O Centro de ...
O trabalho do Corpo de ...
O adolescente ...
O meia Adryan, ...
O Bangu divulgou nesta ...