• Prev
Itaipava/RJ - Aconteceu, nos dias 17 e 18 de Dezembro de 2018, no Centro de ...
Paracambi/RJ - Com a finalidade de capacitar Líderes para o trabalho no Reino de Deus, ...
Três Rios/RJ - A Igreja Assembleia de Deus de Cantagalo, realizou, nos dias 07 ...
Paraíba do Sul | Três Rios/RJ: No último domingo, 09 de dezembro de 2018, ...
Rede Vipgospel - todas logos

Neste domingo (21), a pastora Ludmila Ferber retomou a sua agenda ministerial. Após seis meses tratando um câncer no pulmão, ela foi liberada pelos médicos para seguir com o seu ministério. O Pleno.News esteve presente na Igreja Batista Nova Jerusalém, no Rio de Janeiro, para acompanhar essa volta tão especial.

– Nesses seis meses que eu não pude estar no melhor lugar da minha vida, fazendo o que eu mais amo, que é ministrar, eu não saí do altar. Mesmo não podendo servir a Deus, eu continuo sendo filha e Ele continua me servindo – afirmou.

A cantora já havia dito em suas redes sociais que seu câncer é um caso intrigante para a medicina e que fazer exames virou uma rotina de sua vida.

– Quimioterapia não resolve, mas o meu Deus resolve. Eu estarei aqui várias vezes e cada vez mais forte porque a Palavra de Deus é o poder. A gente vê uma realidade, mas crê em outra – declarou.

A disposição da pastora em cantar, ficar de pé e de joelhos por tanto tempo seguido, impressionou e emocionou a todos.

– Diante de toda guerra e dificuldade nós só temos uma escolha, lutar. Nós estamos vivos e temos que celebrar a vida, mesmo quando estamos em prantos – afirmou.

Toda a ministração durou mais de uma hora e Ludmila cantou muitas músicas como Sopra, Espírito; Senhor que Cura; Ouço Deus me Chamar; Nunca Pare de Lutar e Recebe a Cura.

– Eu não estou aqui porque os médicos encontraram a minha cura. Eu preciso de um milagre, mas eu recebi uma Palavra em Isaías 53: “Pelas Suas pisaduras eu fui curada” – disse.

Ludmila brincou quando falou que seus cabelos estão crescendo: “Meu cabelinho está crescendo, vou esperar um pouco e clarear. Quero ficar que nem você, amiga (disse para a pra. Denise Gonçalves)”. O pr. Samuel Silva contou que encontrou Ludmila no fim de agosto e a convidou para estar na igreja. Então, assim que ela foi liberada pelos médicos, ligou e eles marcaram a programação.

– Eu estou retomando a minha agenda liberada pelos médicos e é profético, inexplicável que eu esteja retornando justamente aqui – avaliou Ferber ao final do culto.

Antes da ministração, no gabinete, a pastora recebeu uma oração do presidente da congregação, pastor Manoel Silva. Ludmila encerrou a noite com a música Vale a Pena Ser Profeta, um pedido dele e que o fez ir às lágrimas com a homenagem.

– Nós tivemos um momento de oração no gabinete e Deus falou profundamente. Eu disse: “Minha irmã, a sua carreira não terminou. Esse câncer não vai te matar” – contou o pastor Manoel Silva.

ORAÇÃO PELO BRASIL
Ludmila Ferber lembrou que o Brasil está a uma semana do segundo turno das Eleições e orou pelo país.

– Nós somos uma geração profética e enquanto houver fôlego de vida em mim eu vou continuar lutando pelo avivamento e pela transformação do Brasil e das nações da Terra.

Fonte: pleno.news

Visitas no Site

0011824459
HojeHoje323
OntemOntem861
Esta SemanaEsta Semana5994
Este MêsEste Mês15610
Todos os diasTodos os dias11824459

Siga-nos no Facebook

Usuários Online

Temos 237 visitantes e Nenhum membro online

Mais lidas

Estima-se que uma em ...
Os trabalhos para o ...
O governo da China ...
Nesta quinta-feira ...
O Centro de ...
O trabalho do Corpo de ...
O adolescente ...
O meia Adryan, ...
O Bangu divulgou nesta ...