Rede Vipgospel - todas logos
VIP JOVEM (Santidade, Relacionamento, Guia Profissional e Drogas)
  • Prev
É normal de vez em quando sentir aquela preguiça de se ajoelhar e orar, né? Ou ...
Eu lembro que quando criança via meus pais se abraçando, elogiando um ao outro, ...
A administração financeira serve para manusear da melhor forma os recursos ...
O que fazer com ela? Não é novidade que infortúnios acontecem. Talvez ...

karina01

Um caso de ressurreição após uma morte cerebral confirmada pelos médicos se tornou notícia na cidade de Nova Xavantina (MT). Uma empresária, baleada pelo ex-namorado, já era considerada morta quando voltou a dar sinais de consciência. O pai dela relatou que não se deixou esmorecer quando os médicos fizeram um prognóstico negativo.

A empresária Karina Souto Rocha, 29 anos, foi baleada no rosto, tórax e abdômen pelo ex-namorado, Baltazar Augusto de Menezes, 58 anos, que estava inconformado com o fim do relacionamento. Logo após balear a mulher, ele cometeu suicídio.

Socorrida em estado gravíssimo, Karina foi mantida viva através de aparelhos, e testes confirmaram que ela tinha morte cerebral. “O médico me chamou e disse que o quadro dela era irreversível. Os exames mostravam que não tinha mais o que a medicina fazer pela minha filha, mas no meu coração eu sentia que ela não iria morrer”, afirmou José Rocha Cardoso, 56 anos, pai da vítima.

Na entrevista a uma emissora local afiliada da Band, Cardoso declarou que manteve a fé de que Deus poderia operar um milagre: “Eu falei para ele [médico] que ela tinha 1% de vida e esse 1% ia vingar, porque o Deus todo poderoso é quem vai fazer essa obra. Enquanto ela tiver fôlego, estiver respirando, esse 1% vai vingar”.

Quando a equipe médica decidiu que era momento de desligar os aparelhos, uma enfermeira notou que Karina havia mexido as mãos. Assustada, resolveu chama-la pelo nome, e a paciente respondeu com um movimento de cabeça.

“A enfermeira saiu correndo e chamou o médico. Em seguida ele veio até mim, chorando. Achei que ele falaria que havia desligado os aparelhos, mas disse que a Karina havia reagido e acrescentou: ‘Isso foi Deus, porque eu não fui e a medicina não alcança esse resultado. Os médicos e enfermeiras todos choraram comigo. Todo mundo sabia que a Karina voltou por um milagre”, acrescentou Cardoso.

Mantida na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Karina ainda é considerada como um caso delicadíssimo, mas tem se mantido estável e consciente: “Hoje o estado de saúde dela ainda é grave, mas ela vem se recuperando pouco a pouco. Ela abre os olhos e entende tudo o que conversamos, só a fala ainda não voltou, mas isso é questão de tempo. Está respirando com ajuda de aparelhos, mas a pressão e os batimentos cardíacos estão normalizados. Está tudo certo com ela”, afirmou o pai.

Encorajado pela experiência milagrosa vivida no seio de sua família, Cardoso quer espalhar uma mensagem de esperança: “O anjo do Senhor há de andar por esse hospital, se manifestar sobre a vida desse povo que está por aí, internado e aqueles que estão em seus lares, confiem no Senhor. Vocês que estão precisando, Deus existe! Deus é vivo!”.

ASSISTA A REPORTAGEM AQUI

 

Fonte: Gospel Mais

Visitas no Site

0012348243
HojeHoje726
OntemOntem836
Esta SemanaEsta Semana622
Este MêsEste Mês21252
Todos os diasTodos os dias12348243

Who's Online

Temos 178 visitantes e Nenhum membro online

23 de Dezembro
"Na minha ...
29 de Dezembro
"Finalmente, ...
8 receitas para
Quando o assunto ...
Alimentos ricos
O ferro é um ...
Banha de porco
A gordura gera ...