Rede Vipgospel - todas logos
VIP JOVEM (Santidade, Relacionamento, Guia Profissional e Drogas)
  • Prev
Existem dois extremos prejudiciais na caminhada cristã: a religiosidade e a libertinagem. ...
Como cristão, você deve sempre pedir orientação a Deus antes de ...
Entorpecentes sempre foram um meio de aproximação de algum falso deus. Ap 22.14-15 ...
O período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ...

Testemunhar a fé em Deu no mundo esportivo pode ser um grande desafio, algumas vezes não pela pressão de pessoas, mas pela própria rotina de treinamento, especialmente quando se é filha de um ex-campeão olímpico, como o decatleta campeão norte-americano Rafer Johnson.

Jenny Johnson Jordan, sua filha, também se tornou esportista e agora treina outros atletas, mas não antes de ser elogiada pelo seu ex-treinador. Ele destacou o caráter determinante da sua aluna.

“Você teria que colocar uma adaga em seu coração para pará-la”, disse ele, segundo o God Reports. Mas sem dúvida o que fez a diferença na vida de Jenny foi o seu entendimento acerca de como deveria se portar diante da sua carreira.

“A cultura está tentando dizer: ‘Ei, deixe sua fé aí e agora você pode vir praticar seu esporte. Pegue [a fé] quando terminar. Não queremos ver isso’”, disse ela, lembrando que jamais iria abandonar a sua fé em nome do esporte, visto que o seu sucesso não poderia ter valor algum sem uma vida de intimidade com Deus.

“Eu pensava: ‘Como você pode ser super competitiva e fogosa (o que eu era) e também honrar o Senhor. Aprendi muito rapidamente que eu e meu fogo e o desejo de vencer e honrar o Senhor aconteceria quando eu fizesse isso da maneira certa”, lembra.

Atualmente treinadora, ela é um exemplo de vida para seus alunos. O seu testemunho impacta outras vidas, mostrando que o sucesso profissional sem estar atrelado à vontade de Deus não tem sentido em si mesmo.

“Quando cheguei ao nível universitário, estava apenas aprendendo como ter minha fé e o que significa ter Deus em meu esporte, que eles não são coisas separadas porque é assim que eu vejo”, ensina Jenny.

Para ela, todo cristão que atua no mundo esportivo deve ter a consciência de se importar com o seu testemunho, usando cada oportunidade para falar de Cristo, inclusive durante o treino, como ela faz com os seus alunos.

“Esses são lugares em que podemos assumir uma posição como crentes, o que sei que nem sempre é confortável ou fácil, mas é importante”, conclui.

 

Fonte: Gospel Mais

Visitas no Site

0012594241
HojeHoje193
OntemOntem698
Esta SemanaEsta Semana3198
Este MêsEste Mês19783
Todos os diasTodos os dias12594241

Who's Online

Temos 187 visitantes e Nenhum membro online