Imagem relacionada94 dias longe das drogas

"Comecei desde cedo a usar substâncias químicas e álcool. Tinha apenas 8 anos quando tomei o meu primeiro 'porre' de cerveja. Comecei a fumar cigarro e maconha aos 12 anos. Aos 14, usei cocaína. Guardava o que recebia de mesada para comprar drogas, vendia coisas de dentro de casa. Até arrumei um emprego e, no dia do pagamento, gastei tudo em drogas.

Fui indo cada vez mais para o fundo de poço, até que tive o meu primeiro internamento. Acabei voltando para o vício, fui internada mais umas 4 vezes e, na última, saí da instituição e fui direto para um grupo de Narcóticos Anônimos, onde eu fui bem recebida, mesmo ninguém conhecendo minha história. Nem na minha casa eu era bem-vinda mais.

Para me recuperar, foi importante eu me afastar dos 'amigos', evitar lugares que eu andava antes e mudar algumas atitudes impulsivas que tomava antes. Hoje, procuro ser honesta comigo e com o próximo, desvio de locais que possam ser de risco para a minha recuperação. Busco praticar a honestidade, a boa vontade e a mente aberta."

Com informações de www.minhavida.com.br