Imagem relacionada

4 anos longe das drogas

"Desde a pré-adolescência tive interesse em me relacionar e conviver com pessoas mais velhas para me sentir melhor do que os garotos da minha idade (13 anos). Isso me colocou em contato com o álcool desde muito jovem. Aos 17 anos tive contato com a maconha e, aos 18 anos, com a cocaína. Pelos três anos seguintes me diverti, fui a festas, conheci garotas, parecia perfeito. Mas com o tempo os 'amigos' que usavam drogas comigo pararam de usar e eu não conseguia. Fui me isolando, comprometendo estabilidade nos empregos, abandonando estudos, namoradas e até os familiares mais próximos.

Passei por instituições para dependentes químicos, conheci a Narcóticos Anônimos, mas só depois de alguns meses que passei a frequentar as reuniões, com o real desejo de parar de usar e encontrar uma saída definitiva para o meu problema com drogas.

Hoje tenho uma vida que nem nos meus sonhos mais otimistas acreditei que poderia ter. A vontade de mudar surgiu quando olhei ao redor e me vi sozinho, com duas alternativas: me entregar de vez e desistir ou tentar mudar de vida, dar uma chance para mim e acreditar em algo que funcionava para milhares de pessoas, a irmandade de Narcóticos Anônimos. Hoje só estou limpo há 4 anos e 29 dias porque decidi não usar um dia de cada vez."

Com informações de www.minhavida.com.br