Rede Vipgospel - todas logos
VIP JOVEM (Santidade, Relacionamento, Guia Profissional e Drogas)
  • Prev
Quando se fala em advogado, a primeira coisa que se vem à cabeça é que algum ...
Quando o assunto é RELACIONAMENTO não dá para pular etapas e nem inverter ...
Construir, promover e preservar a boa imagem de empresas ou instituições perante o ...
Quem nunca passou por um período de dúvida com relação a alguma ...

Drogas

Sílvia Regina é hoje um exemplo de transformação impressionante. Sua vida foi marcada por uma onda de sofrimento, crimes, prisão e dependência das drogas, mas tudo mudou quando ela decidiu ouvir a mensagem de Jesus Cristo lhe oferecendo a verdadeira libertação e paz de espírito.

Testemunho edificante deste homem que foi viciado em todos os tipos de drogas por 38 anos, hoje encontra-se liberto por Jesus Cristo. Participa do projeto casa de recuperação lapidando tesouros em Goiânia sob responsabilidade do Pr. Gil.

Você já deve ter se perguntado: "O que a Bíblia diz sobre drogas? Pode ou não pode?".

Por meio deste estudo bíblico, pretendemos trazer toda a fundamentação bíblica necessária para que você compreenda qual a vontade de Deus quanto às drogas.

Se você é usuário de qualquer droga: álcool, maconha, cocaína, crack, cigarro, etc., saiba que Jesus é poderoso para libertar você neste momento de qualquer vício.

Antes de Jesus:

Eu era um homem trabalhador, com bom emprego e uma boa família, mas eu desde jovem, era viciado em bebidas alcoólicas, essa, que foi cada vez mais me controlando, até que comecei a perder o controle sobre ela, já não era o mesmo homem, comecei a destruir pouco a pouco minha vida, minha família não conseguia mais suportar os males trazidos pelo meu vício e me abandonou, perdi meu emprego, e virei praticamente um mendigo, chegando a pedir dinheiro a uns e a outros para sustentar esse vício.

Jesus mudou a minha tragetória, e deu-me uma nova vida

Meu nome é Luiz Ferreira, 32 anos. Até o ano de 1998 eu era um jovem rebelde, altivo e viciado em drogas. Achava que ser livre era não ter quem me desse ordens, e nem quem me dominasse. Mas não sabia que era escravo do pecado. Era usuário de diversas formas de entorpecentes. Nomeadamente, fármacos alucinógenos, e substâncias altamente tóxicas,como o "tinner" e a "cola de sapateiro", além de maconha e cocaína. Via-me cada vez mais afundado no submundo das drogas e foi então que comecei a traficar pequenas quantidades, para sustentar o vício (existe um provébio popular que diz que nesta condição só há duas alternativas: "prisão" ou "caixão").

Visitas no Site

0012319830
HojeHoje531
OntemOntem1102
Esta SemanaEsta Semana5472
Este MêsEste Mês22789
Todos os diasTodos os dias12319830

Who's Online

Temos 184 visitantes e Nenhum membro online